Apoio Edifícios Mais Sustentáveis

POSTED BY   Paulo Freitas
4 de Fevereiro, 2022
 O que é o Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis?

O Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis é um apoio do governo para melhorar a eficiência energética das casas dos portugueses.

Abriram no dia 22 de junho de 2021 as candidaturas ao novo apoio do governo para melhorar a eficiência energética das casas dos portugueses. As candidaturas devem ser feitas através deste site.

 

Este programa tinha inicialmente previsto um apoio de 30 milhões de euros, e as candidaturas terminariam dia 30 de novembro de 2021, ou até à data em que seja previsível esgotar a dotação prevista, embora, e por forma a dar resposta à extraordinária adesão verificada e consequente volume de candidaturas, a 26 de novembro, o Fundo Ambiental introduziu um conjunto de alterações ao regulamento deste Programa, entre as quais a prorrogação do prazo de apresentação de candidaturas para 30 de março de 2022 e o aumento da dotação para 75 000 000 € (setenta e cinco milhões de euros).

 

Desta forma, garantem-se todos os benefícios inicialmente estabelecidos pelo Programa, considerando que a transformação dos edifícios para uma maior eficiência energética potencia o alcance de múltiplos objetivos, designadamente: a melhoria dos níveis de conforto térmico; a redução da fatura e da dependência energética do país; a redução de emissões de gases com efeito de estufa; a melhoria da qualidade do ar interior; o benefício para a saúde; a promoção da produtividade laboral; a redução da pobreza energética; a extensão da vida útil dos edifícios e o aumento da sua resiliência.

 

Sendo um dos requisitos obrigatórios para uma candidatura, a nossa empresa encontra-se devidamente licenciada e certificada, para a instalação de sistemas relativos ás tipologias 3 e 4 do Apoio, nomeadamente:

  • Tipologia 3: Sistemas de aquecimento e/ou arrefecimento ambiente e/ou de águas quentes sanitárias (AQS), que recorram a energia renovável, de classe energética “A+” ou superior (consulte aqui mais informações), designadamente:
    3.1: Bombas de calor (Ar Condicionado, Bombas de Calor para Aquecimento Central e para AQS) – Limite de 2.500 €;
    3.2: Sistemas solares térmicos – Limite de 2.500 €;
    3.3: Caldeiras e recuperadores a biomassa com elevada eficiência – Limite de 1.500€.

 

  • Tipologia 4: Instalação de painéis fotovoltaicos e outros equipamentos de produção de energia renovável para autoconsumo (consulte aqui mais informações) – Limite de 2.500 €.

 

Aproveite esta oportunidade única para melhorar a eficiência energética da sua casa, e tenha um retorno no seu investimento de até 7.500 €.

 

Peça já o seu orçamento gratuito
Temos a solução ideal para si!

 

 

 

 

Paulo Freitas